Com o objetivo de contribuir para um tempo mais ético e de transparência, além de levar a informação para todos aqueles que precisam e querem trabalhar por uma saúde melhor, a Emescam promove nos próximos dias 6 e 7 de junho, de forma gratuita, o I Seminário de Auditoria em Saúde do Espírito Santo, no Gran Hall, que fica no complexo da Faculdade.
 
Devido à relevância do assunto para a sociedade, a Emescam vai reunir pela primeira vez todos os órgãos importantes no controle da defesa da ética e transparência das contas públicas. O evento contará com representantes do Tribunal de Contas da União (TCU), do Tribunal de Contas do Estado (TCE), do Ministério Público, da Secretaria de Saúde, do Colegiado dos Secretários Municipais de Saúde do Espírito Santo (Cosems ES), da Associação dos Municípios do Estado do Espírito Santo (Amunes), da Defensoria Pública, do Tribunal de Justiça, e do Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus), representante do Ministério da Saúde.
 
Entre os destaques da programação estão a palestra do Secretário de Saúde do Espírito Santo, Dr. Ricardo Oliveira, sobre os desafios da gestão eficiente na saúde, o debate acerca do processo de auditoria e seus resultados, entre os órgãos competentes, e também uma mesa de diálogos ratificando a importância da implementação de auditorias nos municípios do Espírito Santo.
 
O diretor da Emescam, Dr. Flávio Takemi Kataoka, reforça o compromisso da instituição com a ética e salienta que o fortalecimento da auditoria contribui para a melhora do SUS. "Um SUS mais forte é tudo que a saúde do Espírito Santo necessita no momento", completa.
 
Contextualização
A Lei 8080/90 que determina a necessidade de monitoramento por parte do Sistema Nacional de Auditoria (SNA) não é nova. Porém, sua implementação se dá de acordo com a visão do Município em fortalecer a gestão e organizar os setores de auditoria dentro da sua realidade financeira.